3/14/24

Publicidade Enganosa: Como Identificar e Combater

A publicidade enganosa é uma prática recorrente no mercado, na qual informações falsas são veiculadas com o intuito de induzir o consumidor ao erro. Essa prática viola os direitos do consumidor e é considerada abusiva pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC), em seu artigo 37.
Publicidade Enganosa
Dra. Natália Dantas
Imagem representativa de carregando
18
min

De acordo com o CDC, a publicidade enganosa é aquela que contém informações falsas ou que induzem o consumidor a erro, seja por omissão, ambiguidade, exagero ou qualquer outra forma que possa distorcer a percepção do consumidor sobre o produto ou serviço anunciado.

Art. 37. É proibida toda publicidade enganosa ou abusiva.

Parágrafo 1º: É enganosa qualquer modalidade de informação ou comunicação de caráter publicitário, inteira ou parcialmente falsa, ou, por qualquer outro modo, mesmo por omissão, capaz de induzir em erro o consumidor a respeito da natureza, características, qualidade, quantidade, propriedades, origem, preço e quaisquer outros dados sobre produtos e serviços.

Parágrafo 2º: É abusiva, dentre outras, a publicidade discriminatória de qualquer natureza, a que incite à violência, explore o medo ou a superstição, se aproveite da deficiência de julgamento e experiência da criança, desrespeite valores ambientais, ou que seja capaz de induzir o consumidor a se comportar de forma prejudicial ou perigosa à sua saúde ou segurança.

Para identificar a publicidade enganosa, o consumidor deve estar atento a algumas características, tais como:

Promessas exageradas: quando a publicidade promete benefícios que parecem ser bons demais para ser verdade;

Informações omitidas: quando a publicidade omite informações importantes sobre o produto ou serviço anunciado;

Comparação falsa: quando a publicidade compara o produto ou serviço de forma falsa com outros produtos ou serviços;

Preços enganosos: quando a publicidade informa um preço, mas na hora da compra o consumidor descobre que o valor é diferente.

Para combater a publicidade enganosa, o consumidor pode recorrer aos órgãos de defesa do consumidor, como o Procon, e também pode entrar com uma ação judicial contra a empresa responsável pela publicidade enganosa.

Jurisprudência: A jurisprudência tem sido clara em condenar práticas de publicidade enganosa.

Além disso, o artigo 30 do CDC também é relevante para essa discussão, pois estabelece que toda informação ou publicidade, suficientemente precisa, veiculada por qualquer forma ou meio de comunicação com relação a produtos e serviços oferecidos ou apresentados, obriga o fornecedor que a fizer veicular ou dela se utilizar e integra o contrato que vier a ser celebrado.

Conclusão:

É essencial que o consumidor esteja sempre atento às práticas de publicidade enganosa, buscando informações claras e precisas sobre os produtos e serviços que pretende adquirir.

A legislação brasileira, em especial o Código de Defesa do Consumidor, visa proteger o consumidor contra práticas abusivas e desleais no mercado. Portanto, é fundamental que o consumidor conheça seus direitos e esteja disposto a defendê-los, buscando sempre a justiça e a transparência nas relações de consumo.

Por fim, se você foi lesado por publicidade enganosa, não hesite em procurar um advogado especializado em direito do consumidor para avaliar a possibilidade de entrar com um processo judicial e ser ressarcido pelo dano sofrido. Juntos, podemos combater essas práticas e construir um mercado mais justo e transparente para todos.

Author(a)
Dra. Natália Dantas
Clique aqui para ser redirecionadoClique aqui para ser redirecionado
Sou Nátalia Dantas, uma advogada focada em casos de publicidade enganosa. Dedico-me a proteger os consumidores contra práticas comerciais desleais e enganosas, buscando sempre a transparência e a verdade no mercado.
E-book gratuito
Como guardar dinheiro
Fazer downloadImagem representativa de dinheiro

Mais conteúdos

2.29.24
Plano de Saúde

Negativa de atendimento urgente pelo plano de saúde, o que fazer?

O plano de saúde é um serviço contratado pelos consumidores com o objetivo de garantir o acesso à saúde de qualidade, no entanto, muitas vezes, ocorrem negativas de cobertura de procedimentos médicos.
Dra. Larissa Trovão
Imagem representativa de carregando
8
min
9.9.24
Demissão

DEMISSÃO POR JUSTA CAUSA É UMA VIA DE MÃO DUPLA

Quando falamos em demissão por justa causa, logo vem à mente as faltas graves que, quando cometidas pelo empregado podem ocasionar a extinção do contrato de trabalho, tais como desídia, improbidade, mau procedimento e outras hipóteses previstas no artigo 482 da CLT.
Dr. Alexsandro Vilela
Imagem representativa de carregando
14
min
2.8.24
Benefícios Salário Maternindade

Desvendando o Salário-Maternidade: Um Guia Completo para Mães e Pais

O salário-maternidade é um benefício previdenciário que desempenha um papel crucial no amparo às famílias durante momentos especiais, como o nascimento de um filho, adoção ou situações mais desafiadoras.
Dra. Nagyla Figueiredo
Imagem representativa de carregando
12
min